Mostra sobre moeda invade o Memorial

Para quem é curioso e quer conhecer um pouco das moedas que circulam na América poderá visitar a exposição Moedas do Brasil e da América Latina, no Memorial da América Latina, em São Paulo.

Uma parceria entre o Banco Central e a Fundação Memorial da América Latina, a mostra reúne exemplares de moedas e cédulas que circularam desde os tempos do Brasil Colônia até o real de hoje, e além das moedas e cédulas brasileiras terão várias de países vizinhos.

A exposição está aberta para o público de segunda à sexta das 9h às 18h e aos sábados das 9h às 15h, até o dia 30 de julho na Biblioteca Latino-Americana, com entrada gratuita.

A mostra faz uma viagem pelo tempo desde antes de circularem os primeiros tostões e vinténs da coroa portuguesa. Até então, por causa da insuficiência de moeda nos dois primeiros séculos de colonização, o pau-brasil foi a principal mercadoria utilizada no país como elemento de troca entre os nativos e os europeus.

As emissões do Tesouro Nacional tiveram início em 1943 com cédulas fabricadas pela American Bank Note Company. Cédulas de 5.000 réis, com o retrato do Barão do Rio Branco passaram a substituir as moedas desse mesmo valor devido à escassez de matéria-prima para a cunhagem de moedas durante o tempo da guerra (1943-1945). Em 1944, chegou-se a emitir até mesmo notas de 1 e 2 cruzeiros por falta de troco.

200reisAs cédulas de 200 e 1.000 cruzeiros, lançadas em 1943, traziam estampadas no verso passagens relacionadas com os retratados: D. Pedro I e o Grito do Ipiranga; Pedro Álvares Cabral e a Primeira Missa no Brasil.

Entre as curiosidades, fica-se sabendo que o real brasileiro teve seu nome inspirado na moeda portuguesa que, no plural, ficou conhecida como réis. Toda a história do dinheiro brasileiro, até os dias atuais, está didaticamente narrada na mostra – da criação da Casa da Moeda às patacas, moedas que ficaram em circulação no país por mais tempo, o significado da expressão “cara ou coroa”, as falsificações, a extração do ouro, o tostão e o cruzado e por fim o cruzeiro, quando foi lançada a “Cédula do Índio”, primeira tentativa bem sucedida de nacionalizar a fabricação do dinheiro brasileiro.

Serviço:

Moedas do Brasil e da América Latina
De 9 de maio a 30 de julho
Memorial da América Latina – Metrô Barra Funda

Local: Biblioteca Latino-Americana (portões 1, 2 e 5)
Visitações: De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h; aos sábados, das 9h às 15h

Entrada Gratuita

Classificação livre

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s