Meios

A partir do dia 21 de Maio o Parque das Ruínas recebe o espetáculo inédito Meios, de Niaze Netto, com direção de Thierry Tremouroux.

O texto conta a história de dois meio-irmãos de família nobre, filhos de um prestigiado embaixador que possui relações com o exército e o governo. Os jovens, mimados, arrogantes e fúteis, cansados de viverem naquela imensa casa no alto do Cosme Velho como fantasmas e sem propósito de vida, resolvem roubar o dinheiro arrecadado num evento beneficente de 07 de setembro de 1963, organizado pelo próprio pai visando arrecadar fundos para construir uma clínica psiquiátrica filantrópica. Através de uma encenação sofisticada, Meios pretende atingir os mais variados públicos com um tema universalmente conhecido, a falta de moral.

Paulo (Niaze Netto), filho do embaixador com sua segunda mulher, uma ex-copeira de hotel com quem o homem teve um caso, tem a saúde fragilizada por um problema no coração e uma obsessão, atração sexual, por sua meia-irmã Estella (Priscilla Amorim), filha do embaixador com sua primeira mulher que foi embora para viver na França com uma tia após ficar perturbada com a traição do marido.

A moça tem repulsa pelo irmão a quem chama todo o tempo de ‘bastardo’ e não sabe distinguir o certo do errado. Advogada, se tornou uma mulher promíscua, que se relaciona sexualmente com todos os homens de seu ciclo de amizades, além do caso que teve com o motorista da família. Já Cristina (Érica Collares Arantes), uma educada e dedicada governanta que se sente em dívida com a família por ter sido acolhida pelo avô dos jovens aos 15 anos de idade, demonstra um carinho especial por Estella que Paulo interpreta como atração sexual, chamando-a de “mulher-homem” e deixando claro seu desprezo e ódio.

A trama toda se passa no escritório do embaixador, local importante para o chefe da família, onde seu uísque intocável é tomado, onde os cheques e dinheiros seriam guardados e onde sua cadeira imponente se torna o local de um assassinato. Ao fundo e em diversos momentos, a Sonata nº5 de Vivaldi para violino intensifica a atmosfera de uma família tomada por segredos sujos onde a falta de moral é a característica mais marcante.

A peça quer investigar a natureza humana, seus limites éticos e morais e mostrar o que acontece quando dois jovens abastados, sem carinho e atenção, se encontram numa situação aparentemente inofensiva, mas ao mesmo tempo perversa, que acaba se transformando num acontecimento perigoso, extremo e vil.

O espetáculo ficará em cartaz em curtíssima temporada no Parque das Ruínas, sempre quartas e quintas, às 20h, até o dia 05 de junho.

SERVIÇO

Estreia: 21 de maio (quarta-feira), às 20h
Local: Parque das Ruínas (Rua Murtinho Nobre, 169 – Santa Teresa –
RJ)
Horário: quartas e quintas, às 20h
Ingresso: R$20,00
Informações: 2224-3922
Bilheteria: a partir das 18h (sexta a domingo)
Gênero: Drama

Duração: 70 minutos
Classificação indicativa: 16 anos

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s