COMO NOSSOS PAIS

Imagem

Centro Cultural Justiça Federal apresenta, de 14 de junho a 21 de julho, o espetáculo Como Nossos Pais. O texto tem autoria e direção de Pedro Neschling, que também está no elenco ao lado de Isio GhelmanVitória Frate e Fabrício Santiago. A montagem, que estreou em São Paulo em novembro de 2012 e partiu em turnê pelo interior do país, chega agora ao Rio de Janeiro.

Segundo texto teatral de Pedro, essa tragédia contemporânea lança ao público um debate sobre as consequências da criação dada pelos pais no desenvolvimento do caráter de cada indivíduo. “Todos os conflitos da peça passam pela questão da paternidade.

Em Como Nossos Pais, Ivan Kaufmann (Isio Ghelman) é um filho de imigrantes que se tornou dono de um dos maiores grupos empresariais do mundo. Tem uma relação bastante superficial com seu único filho, Luiz Eduardo (Pedro Neschling), que trabalha nas suas empresas. Os dois se encontram uma vez por mês para jantar acompanhados de belas mulheres, e a relação se resume a isso.

Um dia, Rômulo (Fabrício Santiago), filho de uma antiga empregada da mansão Kaufmann e que foi criado próximo a Luiz Eduardo, reaparece. O rapaz está prestes a se tornar pai e vem pedir emprego ao ex-patrão de sua falecida mãe. Ivan fica de alguma forma tocado pelo pedido do jovem e resolve ajudá-lo.

Quando descobre que Rômulo está trabalhando de office-boy na empresa do pai, Luiz Eduardo fica muito surpreso. Ele sabe que o “antigo amigo” andava há anos envolvido com o tráfico de drogas. Intrigado, questiona o rapaz que afirma sua vontade verdadeira de mudar de vida, agora que vai ter um filho.

Luiz Eduardo começa a se relacionar com Cléo (Vitória Frate), uma linda jovem, filha de uma família rica e desestruturada emocionalmente. E Ivan, impressionado com a dedicação de Rômulo e tomado por um repentino e profundo sentimento de revisão de valores na vida, resolve aumentar o investimento no futuro do rapaz oferecendo estrutura para que ele se torne um executivo na empresa. Isso desperta em Luiz Eduardo, que sempre se sentiu descuidado por seu pai, o mais profundo sentimento de desamparo. Já Cléo, que também se ressente da falta de carinho paterno, começa a ver Ivan com outros olhos.

A história caminha para o auge de sua tensão na medida em que Luiz Eduardo, tomado por raiva, arma uma cilada que faz com que Rômulo e sua esposa sofram um atentado. E Cléo, cada vez mais encantada, acaba se envolvendo com Ivan. A relação de pai e filho fica insustentável.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.