A tendencia é manter o home office

A tempos atrás havia as conversas de corredores das empresas que a internet iria mudar a vida das pessoas, que elas poderiam estar em qualquer lugar do mundo se conectando com outras pessoas, interagindo, fazendo amizades e até mesmo negócios!

Pois bem, o futuro chegou, e chegou tão rápido que muitas pessoas se viram na necessidade de se inovar e começar a usar mais a tecnologia, aquela resistência do medo da mudança acabou ficando um pouco de lado, com o medo da pandemia. Muitas empresas mudaram os contratos de trabalho para poder permitir as pessoas a trabalharem a distância, ou seja, em sua casa.

O home-office já é também algo antigo, conta-se que antes da revolução industrial, as lojas ou oficinas eram no fundo das residências, e com a revolução industrial as pessoas acabaram saindo de suas casas e indo para o parque fabril, e isso foi até os dias de hoje, onde as pessoas saem de sua área residencial para trabalharem nos centros comerciais e fabris.

Esse deslocamento que antes eram mais simples por ter poucos veículos nas ruas, começou a surgir os congestionamentos, grandes cidades para ordenar esse tráfego começou a criar medidas de rodízio, e agora de uns tempos para cá, vimos empresas que davam a seus funcionários horários flexíveis e alguns podendo trabalhar de casa, e a empresa ajudando com subsídios para ajudar nas contas de internet.

Segundo o Censo de 2010, cerca de 20 milhões de pessoas trabalham e moram no mesmo endereço, apesar que esses números apontam profissionais gerais, como alguém que trabalha no administrativo, como artesões, por exemplo. Mas dentro desse público, tem os trabalhadores de telesserviços. O Brasil ainda engatinha nessa onda do trabalho remoto, mas com a pandemia, muitas empresas foram obrigadas a colocar em prática esse tipo de contrato.

Hoje vemos algumas empresas cogitando manter o home-office para seus funcionários, um exemplo é a dona das marcas Peugeot e Citroen, a PSA, que já estava implantado um tipo de trabalho remoto flexível, agora quer que 100% de seus funcionários que não fazem parte do chão de fábrica, trabalhem a distância.

Isso a cada dia, vemos que algumas empresas conseguiram faturar mais nesse momento em que o comércio estavam fechado, mas mudando a estratégia. Lojas de varejo, no momento que começou os primeiros decretos de fechamento, partiu para plataformas de e-commerce, e assim conseguiu manter as vendas.

Ainda o nosso país tem muito espaço para crescer no meio digital, o delivery aqui melhorou para entrega de alimentos, mas ainda tem muitas lojas de varejo que não se preparou para a mudança tecnológica. A pandemia veio, mas com ela também veio a revolução dos meios de trabalho, sempre ouvimos que na crise que surge as oportunidades, agora resta saber, se vamos ser mais um reclamando ou vamos enfrentar e inovar?

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.